Piggy Gold

É comum hoje em dia você ler nos sites especializados que as novidades automotivas estão cada vez mais globais. Isso significa que, atualmente, as fabricantes de automóveis preferem desenvolver carros adaptados a diferentes mercados ao redor do mundo, em vez de veículos que atendam as necessidades de apenas um país ou região específica. Com isso, não é raro vermos nas concessionárias carros desenvolvidos em diversos países, como Índia, Rússia e México (além dos tradicionais Estados Unidos, Europa e Japão). 

O Brasil, como um dos mercados emergentes mais importantes do mundo (apesar da atual crise), também está na rota de exportadores de projetos globais. Nissan Kicks e Fiat Toro são os exemplos mais recentes de carros com DNA brasileiro que foram pensados para atender demandas além-mar. Porém, criar automóveis para o mundo não é uma novidade para nós.

Muito antes do “Sport Utility Pick-up” e do SUV compacto citados, o Brasil já tinha sido o responsável por modelos de sucesso que acabaram nas lojas dos outros continentes, incluindo a Europa (que tem um mercado muito maior e mais exigente do que o nosso). Veja na lista abaixo 10 modelos que nasceram com DNA tupiniquim e transpuseram a barreira do Mercosul:

Nissan Kicks tem visual com DNA brasileiro

MODELO:Nissan Kicks
ONDE É E SERÁ VENDIDO: América Latina, África, Ásia e Europa
SAIBA MAIS: A criação do Kicks foi um pedido direto do CEO da Aliança Renault-Nissan, Carlos Ghosn. O manda-chuva abriu uma espécie de concorrência entre os cinco estúdios globais de design da Nissan para ver qual deles desenvolveria o melhor utilitário para concorrer no pujante segmento dos SUV compactos ao redor do globo. O estúdio brasileiro, que trabalha em conjunto com o americano, acabou bolando o visual mais atraente entre os propostos ao CEO e foi o escolhido para receber o sinal verde de produção.

O Brasil foi o primeiro país a receber o Kicks, que por enquanto é importado do México, mas a partir de março do ano que vem o SUV será feito em Resende (RJ). Em 2017 ele começará a ser comercializado em outros 80 países. 

Além do visual ser brasileiro, a engenharia da Toro também é do Brasil

MODELO: Fiat Toro
ONDE É E SERÁ VENDIDO: Atualmente, apenas no Brasil e Argentina. Outros países da América Latina, incluindo o México, também vão receber a picape. Há a chance de a Toro ser vendida em alguns países europeus e até mesmo nos Estados Unidos (mas neste último caso, sob a marca RAM). 
SAIBA MAIS: A Fiat Toro foi desenvolvida sobre a plataforma modular global do Grupo FCA, chamada de Small-Wide, mas seu design tem DNA brasileiro. Feita primeiramente em Goiana (PE), a inédita picape da Fiat atualmente é o terceiro utilitário deste tipo mais vendido do país (atrás da irmã menor Strada e da Volkswagen Saveiro). A gama do modelo no Brasil é composta por opções equipadas com motor flex 1.8 de 139 cv e turbodiesel 2.0 de 170 cv. 

Ford Ka nacional é vendido como Ka+ na Europa

MODELO: Ford Ka
ONDE É VENDIDO: América do Sul, Índia (como Ford Figo) e Europa (como Ka+)
SAIBA MAIS: O Ford Ka é feito sobre a mesma plataforma global do New Fiesta, mas as características de sua carroceria foram pensadas para atender as necessidades do mercado brasileiro de carros compactos (consequentemente, serve para outros países emergentes também). Para a sua fabricação nacional, a Ford teve que investir R$ 1,9 bilhão na planta de Camaçari (BA). O modelo dispõe de opções 1.0 com motor de três cilindros de 82 cv e 1.5 de 110 cv. 

Primeiro de sua espécie no Brasil, Ecosport chegou até à Ásia

MODELO: Ford Ecosport
ONDE FOi E É VENDIDO: América do Sul, México, Europa, Ásia e Oceania
SAIBA MAIS: A Ford foi a responsável por inaugurar o segmento dos SUVs compactos em 2003 quando trouxe o Ecosport baseado na plataforma do antigo Fiesta europeu. Sua primeira geração durou até 2012 e foi vendida apenas na América do Sul e México. Quando foi substituída pelo modelo atual, o Ecosport se tornou um utilitário verdadeiramente global, sendo fabricado na Rússia, Índia e Tailândia e vendido também na África do Sul, Japão e Austrália.

Outrora líder do segmento que criou, hoje o Ford Ecosport é terceiro colocado no Brasil, disputando mês a mês a posição com o Renault Duster, já que Honda HR-V e Jeep Renegade dominam as vendas deste grupo. 

Volkswagen Fox atual não é mais vendido na Europa

MODELO: Volkswagen Fox
ONDE FOI E É VENDIDO: América do Sul, México e Europa
SAIBA MAIS: A primeira geração do Fox, lançada em 2003, foi desenvolvida pela subsidiária brasileira da companhia para ser um carro urbano (“city car”) global. O modelo foi logo lançado no México (sob o nome Lupo) e no velho continente. Todos os países em que o Fox era vendido o importavem do Brasil, quando, na época ele era feito em São Bernardo do Campo (SP) e São José dos Pinhais (PR). Curiosamente, as unidades exportadas à Europa eram mais equipadas do que as vendidas no Brasil. Por exemplo, controle de estabilidade já existia no Fox europeu em 2003 (o recurso só chegou à gama brasileira após o último facelift de 2015). Atualmente, o Fox não é mais comercializado na Europa e no México há apenas a versão cross. 

Opel ainda vende a Meriva na Europa, só que em nova geração

MODELO: Chevrolet Meriva
ONDE FOI VENDIDO: América do Sul e Europa
SAIBA MAIS: Lançada em 2002, a minivan da Chevrolet nasceu da plataforma do Corsa feito pelo braço europeu da General Motors (a Opel). Seu desenvolvimento foi todo brasileiro para oferecer uma opção versátil e espaçosa mais em conta que a minivan maior Zafira. A Meriva foi responsável por abrir caminho para outros modelos de sucesso deste tipo no país, como o Honda Fit e o Fiat Idea. Na Europa, a Opel Meriva era feita em Zaragosa, na Espanha, e foi vendida até 2009. NO ano seguinte, a Meriva ganhou uma nova geração pela Opel (que é comercializada até hoje), enquanto que no Brasil deixou de existir há quatro anos. 

Ao longo de sua história, Gol já foi vendido em mais de 60 países

MODELO: Volkswagen Gol 
ONDE FOI E É VENDIDO: América Latina, África, Ásia, Oriente Médio e Europa
SAIBA MAIS: O Volkswagen Gol é, sem dúvidas, um dos carros mais brasileiros que já tivemos e, curiosamente, também um dos mais internacionais. Ao longo de sua história, já foram feitas mais de 7 milhões de unidades do compacto e mais de 60 países já o comercializaram. Logo no primeiro ano de vida, em 1980, o Gol já foi exportado para o Paraguai e Nigéria. Ele chegou a ser produzido no Irã a partir de 2003. Para regiões com particularidades climáticas, como o frio da Rússia e o calor exacerbado do norte da África, o Gol recebe adaptações espefícicas para poder suportar as condições adversas, diferentes do Brasil, mas a fabricante garante que o carro exportado possui o mesmo nível de qualidade que o vendido por aqui.

Fiat Strada é vendida sob a marca RAM no México atualmente

MODELO: Fiat Strada
ONDE FOI E É VENDIDO: América do Sul, México, África do Sul e Europa
SAIBA MAIS: A Fiat Strada foi criada pela Fiat do Brasil em 1996, mas só chegou a mercados além do Mercosul depois do seu terceiro facelift. Foi somente nesta atualização, em 2009, que ela ganhou o recurso off-road de bloqueio do diferencial (Adveture Locker) e começou a ser vendida na Itália e outros países do velho continente. Após a criação do grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA), a Strada passou, a partir de 2013, a ser vendida como RAM 700 no México. 

Volkswagen Polo Sedan deu tão certo que foi parar até na Europa

MODELO: Volkswagen Polo Sedan
ONDE FOI VENDIDO: América Latina, África do Sul, Austrália, China e Europa
SAIBA MAIS: O Polo chegou ao Brasil em 2002 como um dos modelos mais modernos da marca na época, uma vez que tinha apenas seis meses de diferença em relação ao lançamento do europeu. Para aproveitar a boa recepção dele por aqui e oferecer uma opção sedã mais moderna do que Santana (que já estava defasado para a época) a Volkswagen do Brasil criou uma versão de três volumes do Polo. O projeto brasileiro vingou e acabou sendo vendido na Europa e outros mercados emergentes.

Como sua variação europeia se desenvolveu mais rápido do que a filial brasileira da companhia poderia acompanhar, o Polo (tanto o hatch quanto o sedã) se tornou caro para se renovar no Brasil, o que o forçou a viver às custas de facelifts no Brasil até 2014. Até hoje ele é considerado um dos carros mais prazerosos de guiar que a Volkswagen já vendeu no país. 

Chevrolet Cobalt foi desenvolvido no Brasil para atender outros emergentes

MODELO: Chevrolet Cobalt
ONDE É VENDIDO: América do Sul, África, Oriente Médio e Europa
SAIBA MAIS: Fruto de uma arquitetura global da General Motors, o Chevrolet Cobalt foi totalmente desenvolvido pelo Centro Tecnológico da GM no Brasil. Lançado em 2011, ele tinha a missão de introduzir a marca ao segmento inaugurado pelo Renault Logan, dos sedãs compactos com medidas internas de carros maiores, mas preços mais acessíveis. Atualmente, o Cobalt é vendido em mais de 40 países, sendo fabricando também na Colômbia, Uzbequistão e Bielorrússia. 

Share This
Piggy Gold Mapa do site